Sultepa reinicia obras de construção do viaduto de São Lourenço remanescentes do lote 7, da duplicação da BR-116

A Sultepa reiniciou as obras de construção do viaduto no trevo de acesso a São Lourenço do Sul, no km 465,4 da BR-116. Com uma estrutura de 70 metros de comprimento e 8,00 de altura,  o empreendimento do antigo lote 7 da mesma rodovia vai envolver um total de 1.099,107 m3 de concreto e deverá garantir maior segurança para a o tráfego na saída do município.

Ao longo do mês de março foram lançadas 14 vigas as quais foram transportadas desde a fábrica até o local da obra, período no qual foi adotado o sistema de Par  e Siga, com  bloqueio do tráfego.

A Sultepa foi a empresa vencedora da licitação para a conclusão dos acessos, o trevo do viaduto e ruas laterais da comunidade de Coqueiros, cuja  ordem de serviço foi assinada pelo ministro Renan Filho, em 27 de janeiro em sua visita a Porto Alegre .

Remanescente do lote 7 da duplicação da BR-116, licitada em 2010, a obra não pode ser concluída durante o contrato original, devido a uma reinterpretação da lei de licitações pelo TCU acerca da aplicação de dispositivos legais sobre a compensação de acréscimos e decréscimos contratuais.

O empreendimento reúne no momento cerca de 70 homens entre contratados e subcontratados e seu prazo de conclusão está previsto para meados do próximo ano.

Tradicional construtora de obras de arte, a Sultepa, em seu portfólio acumula cerca de uma centena de pontes e viadutos. Entre esses, do viaduto da Cascata, a maior obra da Rota do Sol e a última ser concluída em 2007. Possui 340 metros de extensão com duas faixas para subida e descida, costeando a Serra do Pinto, com sustentação de 13 pilares, construída a uma altura de15 a 30 metros do solo com um traçado sinuoso semelhante a um S.  Um  case de  fundação,  mecânica das rochas e lançamento de vigas pré-moldadas, com guindastes de 300 e 500 toneladas de  capacidade.