M&T Expo 2024 deve superar a marca de R$ 3 bilhões em volume de negócios

A M&T Expo, a principal feira de máquinas e equipamentos para construção e mineração da América Latina, que será realizada de 23 a 26 de abril de 2024, no São Paulo Expo, deverá superar R$ 3 bilhões em volume de negócios e mais de 600 expositores cujas marcas foram alcançadas no evento de 2022. Foi o que informou Thaisa Miyasaki, gerente de projetos da  Messe Muenchen do Brasil, organizadora do evento, que conta com o apoio institucional da Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema).

Em café da manhã realizado hoje,  com o tema Investimentos em Infraestrutura na região sul do país para 2023/2024,  a executiva assinalou que pelo menos 90% do espaço de 70 mil metros quadrados já se encontram reservados pelos expositores, restando ainda poucas vagas.

Além  do  lançamento de máquinas, equipamentos, peças, componentes e serviços, e diversas atrações, como a Arena de Demonstração para a apresentação ao vivo de equipamentos inovadores dos expositores, haverá  o fórum ESG na Construção e Mineração – As melhores práticas para a sustentabilidade aliada à competitividade”.  E o M&T Expo Capacita, com cursos gratuitos oferecidos pela APELMAT para profissionalização de operadores de máquinas e equipamentos em diversas modalidades, entre outros.

Rui Toniolo, diretor regional RS/SC da Sobratema, destacou a importância da participação das empresas na feira, lembrando que por meio da M&T Expo serão apresentadas “ as principais inovações tecnológicas, além de um alto potencial de networking, que é por onde se movimentam os negócios”.

O diretor financeiro do Badesul, Kalil Sehbe Neto, representante do governo do estado no encontro, disse que a instituição atua como agência de fomento vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômica, com larga tradição em linhas de financiamento para máquinas e equipamentos.

Ao encerrar, o presidente do SICEPOT-RS, Rafael Sacchi, afirmou que o setor conta com um leque de oportunidades em termos de investimentos pela frente, o que justifica participar do M&T Expo para conhecer o que o futuro reserva em termos de máquinas e equipamentos. Sacchi apresentou números de investimentos realizados até o momento no estado por meio das autarquias. Somente o Daer aplicou até 20 de outubro cerca de R$ 600 milhões, com previsão de alcançar R$ 850 milhões até o final deste ano, o que contabilizaria uma média de R$ 800 milhões no triênio 2021/2022/2023, o que ele considera ainda distante da realidade do setor.
Quanto ao Dnit, a previsão é de um investimento de cerca de R$ 1,2 bilhão neste ano. “Não existe desenvolvimento social sem o desenvolvimento da infraestrutura e o Brasil, infelizmente ainda está  distante de o país atingir o necessário”, afirmou ao lembrar que ao contrário de outros países  “ o país não consegue  chegar sequer a 1% do PIB  “O avanço dos investimentos em relação ao PIB  como ocorre em outros países é fundamental para que o mercado de máquinas consiga prosperar”, assinalou.