Quais são as rodovias do RS que receberão investimentos previstos no plano de obras do governo do Estado.

Orçado em R$ 1,3 bilhão, projeto inclui a conclusão de 28 acessos municipais e 20 ligações regionais.

Anunciado nesta terça-feira (9) pelo governador Eduardo Leite, o plano de obras do Estado prevê investimento de R$ 1,3 bilhão em infraestrutura viária em diversas cidades do Rio Grande do Sul até 2022.

No total, o plano inclui a conclusão de 28 acessos municipais e 20 ligações regionais, além da elaboração de 39 projetos executivos, do pagamento de 39 convênios em vigor em diferentes cidades do Estado e da recuperação e conservação de rodovias.

Saiba quais serão estes investimentos:

REGIÃO 1

Na área que abrange 70 municípios das regiões do Vale do Caí, Metropolitana do Delta do Jacuí, Centro-Sul, Vale do do Sinos e Paranhana, a previsão de investimento é de R$ 143,19 milhões.

ACESSOS MUNICIPAIS

O plano de obras prevê recursos necessários para a conclusão do acesso municipal a Cerro Grande do Sul. A previsão é de que sejam necessários R$ 15 milhões para a finalização dos 25 quilômetros do acesso. A obra deve ser concluída após 2022.

LIGAÇÕES REGIONAIS

O plano também prevê recursos para três ligações regionais na localidade, com previsão de investimento de R$99,59 milhões:

  • Obras complementares da RS-118: 21,5 quilômetros de extensão, com valor previsto de R$ 54,3 milhões. O trecho deve ser concluído ainda em 2021
  •       Viamão–Porto Alegre (bairro Lami), na RS-118: são 18,9 quilômetros, com previsão de investimento de R$ 17,6 milhões. A obra deve ser concluída em 2022
  •       Serra Grande–Santa Maria do Herval, na RS-373: são 17,2 quilômetros de rodovia, com investimento previsto de R$ 27,6 milhões. A obra deve ficar pronta após 2022

CONSERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO

O plano de obras prevê investimento de R$ 25,5 milhões em obras de recuperação e conservação de 257,2 quilômetros de rodovias na R1.

Veja os trechos que serão contemplados:

  • RS-020, Entr. ERS-118 (p/ Gravataí) a Taquara
  • RS-030, Entr. ERS-118 (p/ Viamão) a Entr. ERS-474 (p/ Rolante)
  • RS-118, Entr. ERS-116 (p/ Canoas) a Passo do Varejão – Vila Itapuã
  • RS-124, Harmonia a Entr. RSC-287/470 (A)/ERS-240 (B) (Mont.)
  • RS 446, São Vendelino a Carlos Barbosa
  • RS 122, São Vendelino a Farroupilha
  • RS 452, Bom Princípio a Entr. BR-116 (Vila Cristina) 
  • RS-287, de Entr. ERS-411 (p/ Brochier) a Entr. BRS-386 (p/ Nova Santa Rita)
  • RS-124, de Entr. RSC-287 (p/ Tabaí) a Pólo Petroquímico
  • RS-411, de Maratá a Entr. RSC-287 (p/ Montenegro)
  • RS-020, de Cambará do Sul a Taquara
  • RS-452/ VRS-826, Feliz a Alto Feliz
  • RS-865, Ivoti

Total:

  • 257,20 km de extensão
  • R$ 25.511.907

REGIÃO 2

Na área que abrange 59 municípios das regiões do Vale do Rio Pardo e Vale do Taquari, a previsão de investimento é de cerca de R$ 104 milhões.

ACESSOS MUNICIPAIS

O plano de obras prevê recursos para a conclusão de três acessos municipais na Região 2. O investimento total em 21,12 quilômetros de rodovias será de cerca de R$ 32,23 milhões.

Dois acessos serão concluídos ainda em 2021, com investimento de R$ 19 milhões.:

  • Acessos que ligam Nova Bréscia a Coqueiro Baixo, de 9,6 quilômetros
  • Acesso à Lagoa Bonita do Sul, de 5,8 quilômetros

O terceiro acesso será feito em 2022, para Travesseiro, na RS-811, de 9,5 quilômetros. O investimento somará R$ 13,1 milhões.

LIGAÇÃO REGIONAL

O plano de obras prevê recursos para uma ligação regional entre Cachoeira do Sul e Rio Pardo, na RS-403. A obra, que deve ser concluída depois de 2022, contará com investimento de aproximadamente R$ 23,1 milhões para 22,9 quilômetros de extensão.

CONSERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO

O plano de obras prevê investimento de R$ 28,2 milhões em recuperação e conservação de 345,38 quilômetros de rodovias na Região 2.

Veja os trechos que serão contemplados:

  • RS-153, Barros Cassal a Herveiras 
  • RS-471, Pantano Grande na BR 290 até Coronel Prestes que fica 37 km além de Encruzilhada do Sul
  • RS-412, ligação da RSC-153 com a RSC-471
  • RS-403, de Entr. BRS-471 (Rio Pardo) a Cachoeira do Sul (Início Trav. Urbana)
  • RS-347, de Segredo a Ibarama
  • RS-481, de Estrela a Cerro Branco 
  • RS-129, de Acesso a Estrela a Entr. ERS-130 (p/ Encantado)
  • RS-453, Entr. RSC-453 (Westfália) a Entr. VRS-863 (Imigrante) 
  • RS-332, de Entr. ERS-129 (p/ Encantado) a Dr. Ricardo
  • RS-128, de Entr. BRS-129 (Bom Retiro do Sul) a Entr. BRS-386 (p/ Estrela) 
  • RS-423, de BRS-386 a Progresso

Total:

  • 345,38 km de extensão
  • R$ 28.265.849

REGIÃO 3

Na área que abrange 49 municípios das regiões dos Campos de Cima da Serra, Serra e Hortênsias, a previsão de investimento é de R$ 192,7 milhões.

ACESSOS MUNICIPAIS

O plano de obras prevê investimentos de R$ 15,1 milhões em 14,7 quilômetros de obras de acessos municipais em Montauri, na RS-447. São 14,7 quilômetros de extensão, cuja obra será concluída em 2022.

LIGAÇÕES REGIONAIS

O plano de obras prevê a conclusão de quatro ligações regionais na Região 3 em 2022. O investimento total será de cerca de R$ 95,3 milhões. As ligações, totalizando 95,8 quilômetros, são as seguintes:

  • Entre Cambará do Sul e São José dos Ausentes, na RS-020
  • Entre Nova Roma e Antônio Prado, na RS-448
  • Na Rota do Sol (RSC-453), entre Tainhas e Cambará do Sul
  • No acesso a Itaimbezinho, na RS-020

Há, ainda, a ligação regional entre São Jorge, Guabiju e Nova Araçá, na RS-126, que deve ficar pronta somente depois de 2022. São 15,6 quilômetros de extensão, com previsão de investimento de R$ 28,1 milhões.

CONSERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO

O plano de obras prevê investimento de cerca de R$ 39,1 milhões em obras de recuperação e conservação de 275,8 quilômetros de rodovias.

Veja os trechos que serão contemplados:

  • RS-453, Contorno de Caxias do Sul
  • RS-122, Farroupilha a Caxias do Sul
  • RS-453, Bento Gonçalves a Farroupilha 
  • RS-446, São Vendelino a Carlos Barbosa
  • RS-122, São Vendelino a Farroupilha
  • RS-813, Desvio Blauth 
  • RS-851, de Serafina Corrêa a Rio Carrero
  • RS-126, de Ibiraiaras a São Jorge
  • RS-020, de Cambará do Sul a Taquara 
  • RS-453, Rota do Sol entre Lajeado Grande e Tainhas
  • RS-110, de Várzea do Cedro a Bom Jesus 
  • RS-453 
  • RS-444, Monte Belo do Sul

Total:

  •  275,8 km de extensão
  •  R$ 39.129.477

REGIÃO 4

Na área que engloba 21 municípios da região do Litoral, a previsão de investimento é de R$ 45,8 milhões.

LIGAÇÕES REGIONAIS

O plano de obras prevê, para a Região 4, investimento de cerca de R$ 12,1 milhões para a conclusão da ligação de 39,5 quilômetros na Rota do Sol, na RS-486. A obra será feita em 2022.

CONSERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO

Na R4, serão realizadas obras de conservação e recuperação em seis trechos. O investimento previsto é de R$ 16,1 milhões, contemplando 67,82 quilômetros de rodovias.

Veja os trechos que serão contemplados:

  • RS-786
  • RS-030
  • RS-101
  • RS-389
  • RS-494 
  • RS-486

Total:

  •  67,82 km de extensão
  •  R$ 16.133.461

REGIÃO 5

Na área que engloba 22 municípios da Região Sul, a previsão de investimento é de R$ 109,6 milhões.

ACESSOS MUNICIPAIS

Um dos acessos municipais previstos para a R5 será concluído ainda em 2021. É o acesso a Cerrito, na RS-706, de três quilômetros, com investimento de cerca de R$ 3,7 milhões.

O acesso a Pedras Altas será concluído somente depois de 2022. O investimento nos 33 quilômetros vai chegar a R$ 29,9 milhões.

LIGAÇÕES REGIONAIS

Em 2022, o governo do Estado concluirá a duplicação da RS-734, que dá acesso à travessia urbana de Rio Grande. O investimento nos sete quilômetros será de R$ 50,5 milhões.

Ficará para depois de 2022 a conclusão da ligação regional de Canguçu. São 10 quilômetros de extensão, com investimento de R$ 4,5 milhões.

CONSERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO

Na R5, serão feitas obras de conservação e recuperação em cinco trechos. O investimento previsto é de cerca de R$ 16,3 milhões, contemplando 231,32 quilômetros de rodovias.

Veja os trechos que serão contemplados:

  • RS-265, de Canguçu a São Lourenço do Sul
  • RS-471, de Coronel Prestes a Entr. BRS
  • RS-699, de Chuí a Barra do Chuí 
  • RS-265, de Canguçu a Piratini 
  • RS-602, de Arroio Grande a Jaguarão

Total:

  • 231,32 km de extensão
  • R$ 16.345.000

REGIÃO 6

Na área que abrange 20 municípios das regiões da Fronteira Oeste e Campanha, a previsão de investimento é de R$ 73,4 milhões.

ACESSOS MUNICIPAIS

O acesso municipal a Itacurubi, na ERS-541, tem 32 quilômetros. O investimento previsto é de R$ 1,7 milhão e a obra deve ser feita ainda em 2021.

LIGAÇÕES REGIONAIS

O plano de obras prevê a conclusão de uma ligação regional em 2021. É entre Maçambará e Alegrete, na RS-566, de 34,9 quilômetros, com previsão de investimento de R$ 25,6 milhões.

A ligação entre Torquato Severo e Bagé, na RS-473, será concluída em 2022. Investimento de R$ 35,34 milhões, a ligação tem 22,7 quilômetros.

CONSERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO

Na R6, serão aplicados cerca de R$ 10 milhões em obras de conservação e recuperação de três trechos de rodovias, cuja extensão total chega a 111,54 quilômetros.

Veja os trechos contemplados:

  • RS-647, de Entroncamento BRS -153 (p/Bagé) a Colônia Nova 
  • RS-377 de Alegrete (BR-290) a São Francisco de Assis (ERS-241)
  • RS-640 de São Pedro/Cacequi (ERS-241) a Rosário do Sul (BR-290)

Total:

  • 111,54 km de extensão
  • R$ 10.060.659

REGIÃO 7

Na área que abrange 77 municípios das regiões Noroeste Colonial, Celeiro, Missões e Fronteira Noroeste, a previsão de investimento é de R$ 202,3 milhões.

ACESSOS MUNICIPAIS

Há previsão de investimentos em seis acessos municipais. O valor total chega a cerca de R$ 60,9 milhões. O primeiro é o acesso municipal a Rolador, na RS-165. Com 23,82 quilômetros, a obra deve ficar pronta ainda em 2021 e contará com investimento de cerca de R$ 7,5 milhões.

Outros quatro acessos municipais serão executados em 2022: Alegria, Braga, São José do Inhacorá e Senador Salgado Filho. Juntos, somam 24,8 quilômetros e contarão com investimento de R$ 37,2 milhões.

Por último, há previsão de investimento de R$ 16,8 milhões no acesso municipal a Pirapó, na RS-550. Essa obra ficará para depois de 2022.

LIGAÇÕES REGIONAIS

Está prevista a conclusão de três ligações regionais em 2022:

  • Entre Cerro Largo e Rolador, na RS-165
  • Entre Crissiumal e Horizontina, na RS-305
  • Rntre Crissiumal e Padre Gonzales (Três Passos), na RS-305

Os 69,59 quilômetros de extensão somados terão investimento previsto de cerca de R$ 80 milhões.

CONSERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO

Serão aplicados cerca de R$ 56,6 milhões em obras de conservação e recuperação de trechos de rodovias, cuja extensão somada é de 462,5 quilômetros.

Veja os trechos que serão contemplados:

  • RS-522, de Augusto Pestana a Entr. ERS-342 (p/ Ijuí)
  • RS-168 de Santiago (BR 287) a Bossoroca 
  • RS-210, de Boa Vista do Buricá a BR-468 8
  • RS-218, Santo Ângelo do Catuípe
  • RS-571, Santo Augusto a Chiapetta 
  • RS-305, de Tuparendi a Horizontina 
  • RS-305, de Horizontina a Linha Cascata 
  • RS-307, de Santa Rosa a São Paulo das Missões 
  • RS-342, de DR. Maurício Cardoso a Entr. ERS-305(A) (p/ Tucunduva)
  • RS-342, de Horizontina a Três de Maio 
  • RS-342, de Três de Maio a Catuípe 
  • RS-472, Contorno de Santa Rosa
  • RS-540, Alecrim a Santo Cristo 
  • RS-155, de Santo Augusto a BR-468
  • RS-472, de Santo Cristo a Porto Xavier
  • RS-837, de Entr. ERS-342 (p/ Três Passos) a Entr. ERS-305 (esquina Tucunduva) 
  • RS-472, da BR-386 a Três Passos 
  • RS-822, da ERS-472 a Esperança do Sul 1
  • RS-207, Humaitá a BRS-468

Total:

  • 462,51 km de extensão
  • R$ 56.608.367

REGIÃO 8

Na área que abrange 49 municípios das regiões do Alto Jacuí, Vale do Jaguari, Central e Jacuí Centro, a previsão de investimento é de R$ 134,4 milhões.

ACESSOS MUNICIPAIS

Há previsão de conclusão, em 2022, do acesso municipal a Pinhal Grande, na RS-149. O investimento na obra de 30 quilômetros será de R$ 7,5 milhões.

Há, ainda, previsão de investimentos de R$ 45 milhões para os acessos municipais de Ivorá a São João do Polêsine e acesso a Faxinal do Soturno, na RS-348, e a São Martinho da Serra, na RS-516. No total, 42,9 quilômetros. As obras ocorrerão em 2022.

LIGAÇÕES REGIONAIS

Três ligações regionais devem ser concluídas na R8 depois de 2022:

  • Entre Cachoeira do Sul e Rio Pardo, de quatro quilômetros, na RS-403
  • De Tupanciretã a Santa Tecla, de 45,57 quilômetros, na RS-392
  • De Ibirubá a Santa Bárbara do Sul, de 37 quilômetros, na RS-506

No total, o investimento será de cerca de R$ 33,8 milhões.

CONSERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO

Serão aplicados cerca de R$ 45 milhões em obras de conservação e recuperação de 12 trechos de rodovias, cuja extensão somada é de 345,09 quilômetros.

Veja os trechos que serão contemplados:

  • RS-509, de Camobi a Santa Maria 
  • RS-149, de Entr. BRS-392 (p/ São Sepé) a Entr. VRS-808 (Formigueiro)
  • RS-342, de Cruz Alta a Ijuí 
  • RS-241 de São Francisco de Assis (RSC-377 a São Pedro do Sul BR-287) 
  • RS-377 de Alegrete (BR-290) a São Francisco de Assis (ERS -241) 
  • RS-640 de São Pedro/Cacequi (ERS-241) a Rosário do Sul (BR 290) 
  • RS-403, de Entr. BRS-471 (Rio Pardo) a Cachoeira do Sul (Início Trav. Urbana) 
  • RS-809, de Entr. BRS-153 (p/ Cachoeira do Sul) a Olaria Municipal
  • RS-377 de São Francisco de Assis (ERS-241) a Santiago (BR -287) 
  • RS-377 de Santiago (BR-287) a Tupanciretã (Santa Tecla) 
  • RS-168 de Santiago (BR-287) a Bossoroca 
  • RS-805, de São Pedro do Sul a Toropi

Total:

  • 354,09 km de extensão
  • R$ 45.058.472

REGIÃO 9

Na área que abrange 130 municípios das regiões no Nordeste, Alto da Serra do Botucaraí, Médio Alto Uruguai, Norte, Rio da Várzea, Nordeste e Produção, a previsão de investimento é de R$ 220,7 milhões.

ACESSOS MUNICIPAIS

Na Região 9, há previsão de conclusão, em 2022, de 11 obras de acessos municipais. O investimento nos 80 quilômetros será de R$ 116,8 milhões. Os acessos são em Ametista do Sul, Benjamin Constant do Sul, Capão Bonito do Sul, Centenário, Cruzaltense, Mariano Moro, Novo Tiradentes, Pinheirinho do Vale, Ponte Preta, São José das Missões e São Pedro das Missões.

LIGAÇÕES REGIONAIS

Serão investidos cerca de R$ 34,7 milhões na conclusão de três ligações regionais na R9, totalizando 23 quilômetros. As obras devem ser finalizadas em 2022:

  • De Iraí a Planalto, na RS-324
  • De Tapejara a Charrua, na RS-430
  • De Redentora a Dois Irmãos, na RS-330

CONSERVAÇÃO E AMPLIAÇÃO

Na R9, serão aplicados R$ 57,3 milhões em obras de conservação e recuperação de trechos de rodovias, com extensão total de 523,2 quilômetros.

Veja os trechos que serão contemplados:

  • RS-153, Barros Cassal a Herveiras 
  • RS-434, de David Canabarro a BR-285 
  • RS-132, de ERS-324 (Vila Maria – Camargo)
  • RS-126, de Ibiraiaras a São Jorge 
  • RS-817, de Espumoso a Campos Borges 
  • RS-817, de Campos Borges a Jacuizinho
  • RS-854, de BR-386 a Mormaço 
  • RS-129, de Casca – São Domingos 
  • RS-129, de São Domingos – Vanini 
  • RS-129, de Vanini – David Canabarro 
  • RS-331, de Pinhalzinho a Marcelino Ramos (início travessia municipal) 
  • RS-480, da divisa RS/SC a Erval Grande
  • RS-211, de Campinas do Sul (Fim da Travessia Urbana) a Entr. BRS-153 (Erechim) 
  • RS-426, de Severiano de Almeida a Entr. BRS/153 (p/ Erechim)
  • RS-469, de Entr. BRS-153 (p/ Erechim) a Ipiranga do Sul 
  • RS-475, de Entr. VRS-828 (p/ Erebango) a Entr. BRS-153 (p/ Erechim)
  • RS-450, de Entr. ERS-475 (Getúlio Vargas) a Floriano Peixoto
  • RS-477, de Entr. ERS-126 (p/ Maximiliano de Almeida) a Paim Filho 
  • RS-420, de Erechim (Fim da Travessia municipal) a Aratiba 
  • RS-591, da BR-386 a Castelinho 
  • RS-472, da BR-386 a Três Passos 
  • Acesso à Escola Agrícola, da BR-386 a Escola Agrícola
  • RS-150, da RS-386 a Vicente Dutra 
  • RS-143, de Constantina a Liberato Salzano
  • RS-500, de BR-386 a Constantina 
  • RS-504, de Alpestre a Planalto 
  • RS-324, de Planalto a Nonoai
  • RS-818, Salto do Jacuí a Jacuizinh

Total:

  • 523 km de extensão
  • R$ 57.361.194

Autor: Publicação: Gaúcha ZH Foto: Gustavo Mansul/Palácio Piratini