Obra da nova ponte sobre o rio Turvo, entre Braga e Campo Novo, será concluída em 2024

Depois de quase três décadas, a ponte sobre o rio Turvo, na ERS-518, ligando os municípios de Braga e Campo Novo, na Região Noroeste do Estado, começa a virar realidade. Os trabalhos começaram em março deste ano, com previsão de conclusão em 2024. O valor total para a construção da ponte é de R$ 5,7 milhões, com recursos do Tesouro do Estado. A elaboração do projeto foi custeada através de parceria dos dois municípios e a execução está a cargo da empresa Traçado. Construções e Serviços Ltda., de Erechim.

Reivindicação antiga dos moradores de Braga e Campo Novo, a construção foi contemplada no Plano de Obras do governo do estado. Em setembro de 2022, foi anunciada a empresa vencedora.

Luciano Faustino, diretor-geral do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), informou que atualmente, a obra está na fase de instalação de vigas pré-moldadas, que sustentam a estrutura. As fundações e a parte da ponte que fica próxima ao chão já estão finalizadas. Resta a parte superior da estrutura, por onde transitarão os veículos.

De acordo com o portal Observador Regional da Região Celeiro e Noroeste do estado, a primeira ponte, construída nos anos de 1960, era de madeira e a estrada, de terra vermelha, era quase intransitável nos dias de chuva. Nos anos de 1970,  a estrada teve seu trajeto modificado, seu leito recebeu cascalhamento e foi construída uma nova ponte, desta vez de concreto.

No ano de 2010, a estrada que passou a ser denominada ERS-518, com quase 11 km de extensão, recebeu asfalto. Entretanto, devido ao custo, a ponte sobre rio Turvo ficou  fora do projeto, obrigando os usuários da via a realizar um desvio de aproximadamente 300 metros, passando pela antiga ponte que apresentava anomalias estruturais, sem contar os alagamentos que em temporadas de cheias interrompia a ligação entre Campo Novo a Braga.

No ano de 2021, as administrações municipais recém-eleitas de Campo Novo, Pedro dos Santos e Marcieli Reis, e de Braga , Luis Carlos Balestrin e Elemar Argon Pilger, decidiram mais unir esforços em prol da construção da ponte sobre o rio Turvo da ERS 518. Logo de início, foram surpreendidos com um novo obstáculo: não existia  projeto de engenharia para a construção da obra. Com o entendimento e parceria das Câmaras de Vereadores de seus respetivos municípios, o valor destinado a contratação de uma empresa para execução do projeto foi aprovado, ficando a cargo do setor de licitações da prefeitura de Campo Novo a realização do certame. O próximo passo foi o encaminhamento do projeto para a aprovação da Secretaria Estadual de Logística e Transporte.