Multa por uso de celular ao volante é de R$293,47 e soma sete pontos na carteira.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) em seu parágrafo único do artigo 252 afirma que o condutor que segurar ou manusear o telefone enquanto dirige está cometendo infração gravíssima. A medida visa restringir sua utilização e com isso diminuir os índices de sinistros de trânsito.

Para não se envolver nem causar sinistros, o condutor deve adotar uma postura atenciosa e cautelosa que elimine a dispersão ao conduzir o seu veículo, ter sempre o foco na direção, na via e no seu entorno.

No Brasil, usar o telefone celular ao dirigir implica em multa de R$293,47 e a soma de sete pontos na carteira.

Não utilizar o celular ao circular pelas vias é uma atitude simples, mas decisiva na proteção à vida. E a regra vale também para os motociclistas, que devem seguir as mesmas leis de trânsito que os condutores de veículos automotores, ou seja, parar quando o semáforo estiver vermelho, obedecer às placas de “Pare”, observar as preferências, só ultrapassar pela esquerda e nunca utilizar o celular ao pilotar.

Com o aumento do número de motociclistas profissionais (de aplicativos de entrega, por exemplo), o uso do celular ao guidão também vem aumentando e com isso os riscos de sinistros. Muitos motociclistas utilizam o celular para checar rotas, pedidos, mensagens e ligações. A solução para o problema do uso do celular ao guidão é simples: evitar, ou melhor, não utilizá-lo.

Em princípio, a alternativa pode ser difícil, mas é uma questão apenas de conscientização do melhor para a vida. Algo que pode ser incorporado à rotina da mesma forma que o uso de cinto de segurança, parar na faixa de pedestres, entre outros.

No trânsito, escolha a vida!