Ministério da Economia projeta um total de R$ 860 bilhões  de investimentos para o setor de infraestrutura para os próximos dez anos

O Ministério da Economia lançou ontem (9/5), em Brasília, o Monitor de Investimentos, plataforma digital que tem o objetivo de disseminar informações sobre investimentos e sustentabilidade nos principais setores da economia brasileira. O ministro Paulo Guedes afirmou que o observatório vai permitir registrar o ritmo de crescimento do investimento brasileiro. Ele destacou que o Brasil está em uma fase de transição, saindo de um “modelo de investimentos públicos que se esgotou”, e que o Monitor de Investimentos vai ajudar a registrar essa mudança.

“A grande transição já está em andamento. Nós vamos registrar aqui o que o setor privado está fazendo também, independente das privatizações, das concessões”, afirmou, salientando que o monitor já mostra que já foram R$ 860 bilhões contratados em investimentos para os próximos dez anos.

 Para este ano, o Ministério da Economia projeta um total de R$ 188,1 bilhões para o setor de infraestrutura. Esse montante deve ser dividido entre os setores de transporte e logística, energia, telecomunicações, saneamento básico e mobilidade urbana.

De acordo com a secretária Daniella Marques, a ferramenta tem o objetivo de aumentar a divulgação, transparência e governança dos projetos, além de ajudar a acelerar “o significativo fluxo de investimentos privados que hoje estão destinados ao nosso país”. “Essa plataforma vai reunir todas as informações necessárias para ajudar a ilustrar não só as projeções de crescimento, mas também pra dar subsídio na tomada de decisão de investimento, não só de infraestrutura, mas em toda a cadeia de insumos e suprimentos que essa infraestrutura demanda”, explicou.

Oportunidades

Produzido pela Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade (Sepec) com apoio do BID e financiado pelo Programa de Infraestrutura Sustentável do Governo Britânico (UK-SIP), o monitor vai ajudar a disseminar oportunidades de investimento de interesse público. Os dados disponíveis incluem séries históricas de investimentos, e um resumo da carteira de projetos de investimentos estruturados pelo governo, incluindo medidas de sustentabilidade e planos de expansão, entre outras informações.

O objetivo é que a iniciativa dê maior transparência às ações do governo e facilite o diálogo com investidores, sociedade civil, empresas, academia e órgãos multilaterais atuantes sobre os diversos setores econômicos. Outra meta é tornar os investimentos no Brasil mais sustentáveis e atrativos para o setor privado. Com as informações disponíveis, investidores, servidores públicos, acadêmicos e instituições multilaterais terão acesso a um hub centralizado dos projetos em andamento ou em prospecção, além de tendências gerais de investimentos no país.