Em 50 anos, Freeway bate recorde histórico de veículos durante período de festas


CCR ViaSul registra maior fluxo da história da rodovia entre os dias 22/12 e 02/01

 

A Freeway, principal rodovia do Rio Grande do Sul, conquistou mais um marco em sua história de 50 anos. No último dia 2 de janeiro a CCR ViaSul registrou tráfego recorde em um único dia quando 117 mil veículos utilizaram a via. Previamente o maior número total registrado em um único dia havia sido de 115,5 mil.

 

Outro recorde superado no mesmo dia foi o índice de motoristas trafegando em um único sentido, no caso, rumo à capital, quando foram registrados mais de 87 mil condutores ao longo do dia. Tal índice ultrapassou o último recorde registrado de 85,2 mil no dia 3 de janeiro de 2021, também em um único sentido.

 

“Quando elaboramos a previsão do fluxo para operações especiais durante feriados e períodos de férias, usamos como referência os números realizados em anos anteriores, fazendo algumas adequações de datas, como por exemplo, se o feriado cai num final de semana ou se há um feriado prolongado, como aconteceu neste ano. Sabíamos que teríamos um movimento intenso que, inclusive, superou o previsto”, explica Paulo Linck, gerente de Operações da CCR ViaSul.

 

Segundo balanço da concessionária, entre os dias 22 de dezembro de 2023 e 2 de janeiro de 2024 passaram pelas rodovias sob sua administração mais de 3 milhões de motoristas, enquanto que a previsão inicial era de 2,7 milhões.

 

Entre as rodovias, novamente, destaque para a Freeway, que registrou um movimento de 919 mil carros, dos quais mais da metade, 526 mil, subiram ao litoral e outros 392 mil seguiram a Porto Alegre. Por outro lado, a BR-386 contou com quase 370 mil motoristas no mesmo período, também superando a previsão da empresa de 350 mil.

 

Atendimentos também aumentam

Com o aumento do fluxo houve também crescimento no número de atendimentos realizados pelas equipes do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU). Ao longo dos onze dias foram registrados mais de 4,2 mil eventos, o equivalente a mais de 381 casos por dia, ou, ainda, a quase 16 ocorrências por hora. Destes, lideram os registros de socorro mecânico com 2,8 mil atendimentos. Ambos os índices mostram aumento em relação ao último ano, quando foram registradas 3,7 mil ocorrências das quais 2,2 mil de socorro mecânico.

 

Entre os principais pedidos de auxílio, destaque para os casos de pane mecânica com quase 2 mil atendimentos. Na sequência aparecem ocorrências de pneu furado (430), superaquecimento do motor (147), pane elétrica (74), pane seca (60) e, por fim, bateria descarregada (44).

 

“Nesta época do ano, principalmente, na ânsia de saírem o quanto antes para as férias, muitos motoristas esquecem de fazer a conferência de itens básicos do veículo como nível do óleo, água do radiador e o nível do combustível. Ainda mais importante é a revisão periódica veicular de forma a verificar itens de segurança como condições dos pneus, dos limpadores, faróis, entre outros. Tudo isso, quando desprezados, acabam gerando imprevistos e transtornos durante os trajetos. Por isso, sempre buscamos reforçar a importância da manutenção regular como uma das maneiras mais eficientes de evitar essas situações”, pontua o gerente.

 

Conforme o estudo da concessionária foram 162 acidentes com 76 vítimas e quatro óbitos ao longo das quatro rodovias no período.