DNIT recupera 16 quilômetros da BR-471/RS, entre Rio Pardo e Santa Cruz do Sul

A BR-471/RS, importante rodovia de integração das regiões norte e sul do Rio Grande do Sul, recebeu um investimento de aproximadamente R$ 7,2 milhões do governo federal para a revitalização de 16 quilômetros do pavimento. Os serviços executados por equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) em dois trechos descontínuos, entre o km 162 ao km 172 e do km 176 ao km 182, integram o contrato de manutenção/conservação rotineira da rodovia.

Ao longo dos 16 quilômetros foram realizados serviços para a reabilitação do pavimento e implantada nova sinalização horizontal. No primeiro semestre, a BR-471/RS também recebeu obras de melhorias entre o km 166 e o km 166,34, no trevo de acesso ao bairro Ramiz Galvão, em Rio Pardo, onde houve a implantação de uma faixa central e a colocação de canteiros para demarcação das pistas. A medida, que teve aporte de aproximadamente de R$ 1,5 milhão, facilitou o ingresso tanto para o bairro, quanto para a BR-471/RS. O acesso ainda recebeu serviços de terraplenagem, drenagem, pavimentação e sinalização.

A rodovia ainda recebeu outras melhorias nos acessos à Praia dos Ingazeiros (km 170 e km 170,7) e ao Parque de Exposição da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra). Nos locais, houve a remoção do pavimento antigo, aplicação de microrrevestimento no asfalto e revitalização da sinalização, além de serviços rotineiros como podas, drenagem e limpeza de valas.

 A BR-471/RS faz ligação entre Soledade, na interseção com a BR-153/RS, no Norte do RS, e segue até Chuí, no extremo Sul do Estado. Permite ligação dos municípios integrantes do Vale do Rio Pardo, como Santa Cruz do Sul – que abriga as principais indústrias de tabaco do Brasil -, ao complexo portuário de Rio Grande e Pelotas. Considerada um corredor de exportação, a rodovia contribui para o escoamento da produção agrícola por meio do transporte de cargas, levando os produtos gaúchos também para o mercado internacional.

DNIT e Ibama promovem audiências públicas sobre implantação de trecho da BR-392/RS

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) iniciaram uma série de audiências públicas sobre a implantação e pavimentação da rodovia BR-392/RS, segmento entre os municípios de Santa Maria e Santo Ângelo. Ao todo serão 18 encontros que ocorrem em datas e locais diferentes nos municípios diretamente afetados: Capão do Cipó, Dilermando de Aguiar, Entre-Ijuís, Eugênio de Castro, Formigueiro, Giruá, Jari, Jóia, Quevedos, Santa Maria, Santo Ângelo, São Martinho da Serra, São Miguel das Missões, São Pedro do Sul, São Sepé, Toropi, Tupanciretã e Vitória das Missões. 


Empreendimento – O empreendimento, que está em etapa de licenciamento ambiental prévio, tem por objetivo a melhoria de acesso aos polos regionais, especialmente no que se refere aos municípios localizados na área de interesse, auxiliando o escoamento da produção e preenchendo as descontinuidades da BR-392/RS já existente. Dos 259,25 quilômetros de extensão da obra, 35,70 quilômetros serão restaurados e 223,55 serão construídos, abrangendo uma área de estudo dos 18 municípios afetados. Os documentos digitais dos estudos ambientais estão integralmente disponíveis para a consulta pública no endereço eletrônico www.audienciapublica.br392rs.com.br e, em versão impressa, nas respectivas prefeituras.