DNIT entrega revitalização do lado brasileiro da Ponte Internacional de Uruguaiana na BR-290/RS

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) concluiu a revitalização da travessia do lado brasileiro da ponte internacional Getúlio Vargas/Agustín Pedro Justo, no município de Uruguaiana, na BR-290/RS, entre Brasil e Argentina. A obra emergencial integra o plano de 100 Dias do Ministério dos Transportes e teve investimento de aproximadamente R$ 6,3 milhões.

A entrega da obra aconteceu nesta sexta-feira (31) e contou com a participação do ministro Renan Filho e do diretor-geral substituto do DNIT, Fabricio de Oliveira Galvão, além de representantes da autarquia no estado do Rio Grande do Sul. “A recuperação desta ponte histórica – que faz a ligação entre os povos de Uruguaiana e Paso de Los Libres – é de extrema importância para a integração dos dois países e em termos comerciais no que diz respeito à movimentação de produtos entre Brasil, Argentina e também o Chile”, observou Galvão.

ESTRATÉGICA – A Ponte de Uruguaiana, como é conhecida no lado brasileiro, é considerada estratégica para a economia, especialmente para as relações com os países do Mercosul, e também para o turismo entre Brasil e Argentina. Por ela, trafegam diariamente em média 740 caminhões, revelando a sua importância para o transporte de carga.

Em cifras, a alfândega de Uruguaiana – que opera na ponte – movimentou no ano passado, segundo dados da Receita Federal, mais de 8,7 bilhões de dólares (somando importação e exportação) em volume de mercadorias. Os valores fazem da alfândega de Uruguaiana o maior porto seco do país em negócios, sendo responsável por cerca de 30% do montante que circula no modal rodoviário.

Outro dado que chama atenção é o número de pessoas que passaram pela Ponte de Uruguaiana, entre dezembro de 2022 e março de 2023. Somente nestes quatro meses foram 840 mil entradas e saídas. Isso evidencia a relevância da travessia também para o turismo, especialmente rumo às praias do litoral gaúcho e catarinense.

Assinatura contrato para construção de nova ponte sobre o rio Ibicuí, na BR-472/RS

Na ocasião, ainda foi realizada pelo ministro dos Transportes, Renan Filho, e pelo diretor-geral substituto do DNIT, Fabricio de Oliveira Galvão, a assinatura do contrato com a empresa responsável pela construção da nova ponte sobre o rio Ibicuí e seus acessos, entre o km 490,5 ao km 584,4 da BR-472/RS, no município de Itaqui.

A nova estrutura ficará ao lado da ponte atual, que será desativada, e terá investimento total de mais de R$ 221,4 milhões. Para este ano, está destinado para o empreendimento na Lei Orçamentária Anual (LOA) cerca de R$ 84 milhões. A previsão é de que a obra seja concluída em três anos.

História – A ponte atual é uma ponte ferroviária de 1888 que foi transformada em rodoviária. Ela opera em uma mão só e funciona com semáforos. Por isso, a importância de construir uma ponte nova e que atenda às necessidades da rodovia, que é importante no escoamento da produção e tem papel fundamental nas relações do Mercosul.