CCR ViaSul investiu R$ 505 milhões, entre 2019 e 2022, em mais de 400 quilômetros de obras de pavimentação

Desde que assumiu a concessão da Rodovia de Integração do Sul (RIS), formada pelas  BRs 101, 386, 448 e Freeway em 2019, a CCR ViaSul já executou mais de 400 quilômetros de recuperação de pavimento. Os trabalhos são desempenhados por, aproximadamente, 16 frentes compostas por mais de 200 trabalhadores, que realizam ações como microrrevestimento, microfresagem, fresagem, recomposição (CBUQ), drenos e de conservação.

Para a execução de todos esses serviços, a CCR ViaSul já investiu mais de R$ 505 milhões. Para 2023, a concessionária prevê outros quase R$ 200 milhões em pavimentação, além dos cerca de R$ 50 milhões já investidos.

Destes serviços, destaque para as frentes de microfresagem, que atuam na execução do aprimoramento do acabamento da capa asfáltica por meio da correção de pequenas irregularidades, ou seja, são responsáveis pelo efeito de ‘suavidade’ do pavimento, gerando mais conforto durante o trajeto pois reduz a trepidação do veículo. Até agora são 185 quilômetros de melhoria nesse sentido só neste ano.

Ainda, conforme o planejamento da CCR ViaSul, só em 2023 devem ser feitos, aproximadamente, o equivalente a 250 quilômetros em intervenções no pavimento ao longo das quatro rodovias, ou seja, o correspondente a mais da metade do trecho sob concessão. Destas, a BR-386 é a que deve ter a maior extensão de serviços realizados, com 170 quilômetros, seguida pela BR-101, com 53 kms.

Do início do ano até agora foram revitalizados mais de 15 quilômetros no total, e as equipes seguem trabalhando. Em alguns casos, devido à necessidade de intervenções mais intensas, os serviços chegam a acontecer 24 horas por dia. Todos esses locais estão sinalizados, porém, ainda assim, a Concessionária reforça aos motoristas que sigam as orientações das equipes, reduzindo a velocidade ao aproximarem-se dos trechos em obras.

(Assessoria de imprensa CCR via Sul)